Constanza Téllez, presidente da Focco, Chile: “A falta de transparência é uma peça-chave no quebra-cabeça da reputação…”

Constanza Téllez

Presidente

FOCCO

Jornalista, Mestre em Comunicação Estratégica pela Universidade Pontifícia Católica do Chile. A frequentar o Advance Management Program da ESE-IESE.

Com 14 anos de experiência laboral, Constanza Téllez Román é líder de equipas em empresas multinacionais tendo a cargo a formação das áreas da Comunicação, Assuntos Corporativos e RSE. É especialista em posicionamento corporativo e gestão de crises.

Na atualidade

É assessora em Comunicação, Assuntos Públicos e RSE e Presidente do FOCCO, que reúne diretores de comunicação das principais empresas do país.

P: Qual é o principal desafio que as organizações enfrentam na comunicação, quando se confrontam com uma crise?

R: Existem vários desafios que as organizações enfrentam, no entanto desejo enfatizar pelo menos três. O primeiro é o nível de credibilidade e reputação que a empresa tem, ou não tem, construído ao longo de seu desenvolvimento. Se a sua reputação actual é positiva, as implicações da crise podem ser menores. No entanto, se a empresa não construiu a sua reputação baseada na transparência, na confiança, vai ser muito difícil “saír” da crise.

Outro elemento importante é a comunicação interna, como podemos envolver as áreas envolvidas no que está acontecendo, e como essas áreas contribuem para o fluxo de informação e participam no desenvolvimento de soluções rápidas e eficazes.

Além disso, o desenvolvimento de bons porta-vozes e uma relação positiva com os meios de comunicação, comunidades e outros stakeholders, também são elementos fundamentais neste processo.

P: Considera que a transparência da organização é essencial quando se enfrenta uma crise? Por quê?

R: Na verdade, a transparência é fundamental quando se enfrenta uma crise, porque é a única maneira de assumir e corrigir os erros face aos stakeholders das empresas. Além disso, é através da transparência que uma empresa pode reconstruir a confiança e reputação que possam ter sido enfraquecidas numa crise.

P: Como é que a falta de transparência afecta a reputação e a sustentabilidade das organizações?

R: A falta de transparência é uma peça-chave no quebra-cabeças da reputação. Uma empresa que não é transparente e não divulga publicamente as suas ações, que não se relaciona com os seus stakeholders de perto e de forma confiável, que não enfrenta dificuldades e assume as suas responsabilidades, e não é responsável pelos impactos gerados no seu ambiente e comunidades, produz a desconstrução da sua reputação, e uma desconstrução da sociedade em que está inserida. É por isso que a transparência é a pedra angular na construção de organizações com altos níveis de reputação e padrões de sustentabilidade, e são aqueles que são valorizados, respeitados, escolhidos pelos consumidores, seguidos com interesse pelos investidores e, finalmente, crescem, geram emprego e dão uma contribuição efectiva para o desenvolvimento social.

P: Por que considera que uma cimeira como a CIBECOM é importante para o desenvolvimento presente e futuro de uma organização como a Focco (Chile)?

R: É importante porque é uma plataforma de conhecimento e networking a nível ibero-americano, que vai permitir aos seus participantes a partilha das melhores práticas, obter novas ferramentas relacionadas com a comunicação, a transparência e a sustentabilidade, e lhes abre um mundo de conhecimento, que de outra maneira, seria de muito difícil acesso.

Este sitio web utiliza cookies propias y de terceros, para recopilar información con la finalidad de mejorar nuestros servicios, para mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias, así como analizar sus hábitos de navegación. Si continua navegando, supone la aceptación de la instalación de las mismas. El usuario tiene la posibilidad de configurar su navegador pudiendo si así lo de sea, impedir que sean instaladas en su disco duro, aunque deberá tener en cuenta que dicha acción podrá ocasionar dificultades de navegación de la página web.

ACEPTAR
Aviso de cookies